Top_Left

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Top_right
Cidade: Eldorado

História de Eldorado

O município tráz na sua história um ícone que marcaria a sua existência: a busca pelo ouro. A saga trouxe por volta do século XVI mineradores e aventureiros em busca do tão sonhado metal misturado ás areias brancas dos córregos e ribeirões que cortavam a densa Floresta Atlântica.

Visto até "a olho nu", o ouro era retirado do fundo dos rios e das minas e transportado por embarcações que desciam pelo Rio Ribeira até chegar a um porto para fazer o registro, (onde mais tarde tornar-se-ia a então cidade de Registro), aportando por fim na cidade de Iguape e seguindo daí para a ostentação dos mais belos palácios e catedrais da Europa. Este ciclo durou várias décadas e esse fluxo de pessoas gerado pela exploração do ouro, fez com que alguns povoados começassem a surgir.

A família Veras deixou sua marca na história quando fixaram sua residência no atual Distrito de Itapeúna, e mais tarde, em 1757, quando então vieram para "Freguesia Velha", e doaram duas casas para construção de uma capela em frente ao Ribeirão Xiririca, nome esse que no antigo idioma tupi, significa "águas correntes", surgindo daí, o antigo nome da cidade. Naquele mesmo ano a capela recebeu a imagem da Nossa Senhora da Guia, a qual se tornou padroeira da cidade.

Por ser uma área baixa de constantes alagamentos provocados pelas cheias do Rio Ribeira de Iguape, fez-se necessário à mudança da Vila para um local acima: "Ilha Formosa", onde foi construída a nova Igreja Matriz, com sua torre voltada para o Rio e mais tarde invertida como se apresenta até os dias de hoje. (...)

Em 1.763, Xiririca foi elevada à categoria de Freguesia; a emancipação política deu-se em 10 de março de 1845 e a Comarca foi criada em 06 de Julho de 1875, instalado no dia 25 de Novembro do mesmo ano.

O nome Xiririca foi substituído por Eldorado em 24 de dezembro de 1948, em alusão ao período de riquezas representado pelo ciclo do ouro, que se esgotou rapidamente. Em 1º de Agosto de 1.995, Eldorado teve seu potencial Turístico reconhecido e foi elevado à categoria de Estância Turística, quando o ouro já não era sua maior riqueza e sim sua flora, fauna, águas e cavernas.

Hoje, o nome Eldorado é justificado pela preciosa biodiversidade da Mata Atlântica, ainda preservada e em grande extensão no município, com sua rica fauna e flora, seus ribeirões, rios e cachoeiras das mais diversas formas e tamanhos, suas cavernas e riqueza cultural de seu povo.

O município é o quarto maior do estado em extensão, com aproximadamente 171.200 hectares, sendo 30% desse território ocupado por Unidades de Conservação como o Parque Estadual Intervales e o Parque Estadual do Jacupiranga que são áreas destinadas à preservação da Mata Atlântica. Localiza-se ao sul do estado de São Paulo, no Vale do Ribeira onde está situado um dos últimos remanescentes da Mata Atlântica do Brasil, declarada pela Unesco "Reserva da Biosfera do Patrimônio Mundial" em fevereiro de 1993.

A Estância Turística de Eldorado possui aproximadamente 16.000 mil habitantes, sendo que praticamente a metade vive na zona rural. Essa população é formada por uma miscigenação de europeus, principalmente portugueses e espanhóis, e também por índios e negros. Ainda existem muitos descendentes de escravos africanos que vivem em comunidades chamadas Quilombos. Estas comunidades quilombolas preservam sua rica cultura até os dias de hoje. Algumas delas são Ivaporunduva, São Pedro, Pedro Cubas, André Lopes, Sapatú, Nhunguara.

mnu_top
mnu_botton

Publicidade:

Publicidade

Apoio Cultural:

Band ao vivo
Acesse o site da Band FM

Acesse o site da Amiga FM

Radio Galera

Curiosidades do Vale do Ribeira

ovaledoribeira

Total de Acessos

04569899

Noticias

Siga-nos no

Siga-nos no Twitter

Facebook

botton_left
Powered by: O Melhor do Vale do Ribeira
none botton_right